fbpx

Bate-papo com a artista Gabi Artz sobre Body Art emociona estudantes

Os estudantes das turmas de 2ºs anos do Ensino Médio do Colégio Madre Bárbara – Rede ICM participaram de um encontro especial e emocionante através do Google Meet. A convidada para o bate-papo foi a artista Gabi Artz, que trabalha com Body Art, também conhecida como arte do corpo, onde a principal característica é utilizar o corpo como intervenção para a realização do trabalho artístico.

A professora de arte Cristiane Schneider foi quem idealizou o encontro. Ela conta que desde que conheceu o trabalho da Gabi, se encantou. “A potência da arte e da força da sua escrita na pele é contemporânea e ao mesmo tempo com referência. Tivemos um encontro mágico e cheio de significado que fez pulsar a arte que nos atravessa a cada instante e acreditar nas nossas possibilidades criativas. Ela falou da importância da reconexão com nosso corpo, do autocuidado e da emoção da arte”, diz.

Feliz com o efeito positivo que o encontro causou nos alunos, a professora adorou conhecer o trabalho da jovem artista. “Foi um encontro poético e artístico com profundas marcas. Os alunos estão se apropriando e criando suas referências artísticas. Fazia um tempo que tinha essa artista como referência e esse ano resolvi escrever pra ela contando um pouco da minha história e meu encantamento com a arte dela. Fiquei eufórica quando ela me respondeu e aceitou participar da aula”. Os alunos estão sendo desafiados a criarem Body Art como atividade da disciplina.

A artista Gabriela destaca que o trabalho surgiu como uma maneira de se reconhecer e se reconectar com ela mesma, além de elevar a autoestima, a essência e a alma. “Passei por uma crise existencial grande e me questionei o porquê estamos levando a vida dessa maneira e quais as consequências que estamos sofrendo com isso.  O trabalho surgiu da necessidade de olhar para si. E a partir daí, da conexão com o outro”, conta.

Poesias na pele

Gabi iniciou escrevendo poesias no corpo, buscando a si mesma. Com textos profundos sobre a existência, a pele era a única saída.  Com o tempo as pessoas foram pedindo para fazer arte com poesia nelas e assim o trabalho foi se expandindo com os ensaios fotográficos e o crescimento do Instagram. Na conversa com os estudantes, a artista contou sobre processos criativos e como não bloquear a criatividade. “Falei sobre a importância de não nos esconder. Da auto expressão. Da conversão de emoções em arte. Da reconexão com nosso corpo e do quão sagrado ele é. Por isso o autocuidado. Porque precisamos dele para realizar o que viemos realizar aqui. E se ele é nosso veículo, temos que enaltecê-lo e não o contrário”.

Para a artista, cada processo e arte, é um universo inteiro que se cria para inspirar outros universos. “Vivemos uma ilusória separação da matéria e o trabalho vem para desconstruir julgamentos e buscar um contato direto com a essência e com a totalidade de cada um”. Gabriela tem um livro publicado que se chama “Até Voltar às Raízes” que se aprofunda bastante nos temas.

Descobrindo talentos

A estudante do 2º ano do Ensino Médio, Layla Riedner Barghouti (15) adorou a oportunidade de conhecer o trabalho da artista que falou bastante sobre o processo de começar a publicar suas artes e isso a fez refletir muito sobre o que quer mostrar e o que quer ser para os outros. “Ela mencionou que a arte pode curar o ser humano e percebi que é isso que faço. Me expresso muito em textos demonstrando os meus sentimentos naquele momento e perceber que escrever também é uma arte me deixou realizada”.

Quando foi proposto o trabalho, Layla começou a procurar várias referências e inspirações. “Na maioria das pesquisas, apareceu alguma fotografia que a Gabi havia feito, então comecei a olhar mais os trabalhos dela e percebi que o corpo é muito expressivo e que poderia usar isso na minha fotografia”, diz a aluna ao afirmar que foi difícil pensar na frase que ela gostaria de representar porque poderia fazer de diferentes formas. “Quando decidi e fiz, fiquei extremamente feliz com o resultado e ter a oportunidade de compartilhar meu trabalho com a Gabi foi gratificante”.

Conheça a artista

Gabi é formada em Comunicação e Marketing. Já esteve no mundo do teatro, do cinema e da fotografia. Se aprofundou na técnica Theta Healing e estudou medicinas alternativas como Ayurveda, Reiki e cura através dos cristais. Participou de exposições internacionais com o projeto de arte e escrita na pele em que fala sobre diversos temas. O projeto artístico começou e cresceu muito no Instagram onde expõe suas fotos, seus textos e conversa abertamente com seu público sobre uma nova maneira de vivermos através da expansão da consciência.

Capacitação na Plataforma Elefante Letrado
Trabalho das Áreas das Ciências da Natureza e Matemática – Oficina 1 – Saúde
Menu