fbpx
Preaload Image

Projeto de Enfrentamento à pobreza

Os Projetos de Enfrentamento à Pobreza, visam o enfrentamento das desigualdades socioterritoriais, tanto para prover condições que atendam contingência, quanto para promover a universalização dos direitos sociais. Por meio destes projetos, busca-se a superação da pobreza com o propósito de garantir à população o atendimento às necessidades básicas que, quando não atendidas e/ou superadas, incidem negativamente no futuro de vida individual e coletiva.

Logo, a Política de Assistência Social como política pública e enquanto direito de cidadania é parte da Seguridade Social. E enquanto componente da seguridade ela deve funcionar como uma rede de proteção impeditiva da pobreza extrema, além de procurar corrigir injustiças e prevenir situações de vulnerabilidade e riscos sociais, contribuindo para a melhoria das condições de vida e de cidadania da população pobre.

Para enfrentar a pobreza é preciso compreender as suas causas, sua dimensão e buscar por soluções diferenciadas, potencializando novas atitudes, desapegadas de concepções do tipo “critérios politiqueiros, moeda de troca” na alocação dos recursos para investimentos socioeconômicos e para cobertura diante das necessidades urgentes e emergenciais. É preciso o entendimento de que o enfrentamento da pobreza passa pela construção de novas práticas que considerem as múltiplas manifestações da pobreza e que assegurem à população o acesso aos direitos socioassistenciais e a articulação da assistência social e demais políticas públicas.

Educandário São José do Belém – Projeto de Enfrentamento a Pobreza Mãos que Constroem Cidadania

 

Proposta do Projeto

Mãos que Constroem Cidadania visa garantir e promover a convivência familiar e comunitária, contribuindo para a erradicação da pobreza por meio da aprendizagem sócio educativa e artesanal com foco na matriz familiar, buscando fortalecer a capacidade produtiva e de gestão das famílias através da economia doméstica, buscando melhores condições gerais de subsistência. O Projeto preconiza a colaboração para com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (AGENDA 2030) focando principalmente no que tange a superação da trajetória de exclusão, oferecendo alternativas de desenvolvimento social e profissional, que viabilizem o acesso a ferramentas de trabalho condizentes com a atual exigência do mercado e o melhor exercício de sua cidadania, provendo o resgate da dignidade da pessoa humana, por meio de um espaço de aprendizagem, convivência e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. As ações desenvolvidas através do desenvolvimento das atividades propostas de MODELAGEM E COSTURA, BORDADO E CUSTOMIZAÇÃO, ARTESANATO (linhas, fios e macramê) E GASTRONOMIA, proporcionam o avanço nas dimensões sociais, emocionais e de trabalho.

Costura e Modelagem

Formação Voluntários e Usuários

Gastronomia

Pintura

Patchwork

Bordados e Customização

Costura e Modelagem

Objetivo: Reconhecer todos os objetos que envolvem uma sala de Costura e Modelagem;
Auxiliar na reforma de peças usadas e Confecção de novas peças.

Voluntários e Usuários

Objetivo:

Gastronomia

Objetivo: Conhecer e preparar um ambiente de cozinha para uso da gastronomia; ensinar pratos exóticos e triviais doces e salgados sucos chás, café e refrescos composição e arranjos para café da manhã, almoço e jantar; ensinar decoração de ambientes; valorizar a pessoa e seu desempenho no ambiente de trabalho; valorizar a venda da produção e negociar.

Pintura

Objetivo: Conhecer variadas técnicas e materiais diversificados de pintura em tecido, madeiras gesso para práticas artesanais. Promover a valorização humana e aprimoramento dando condições de trabalho autônomo para uma melhor renda família.

Patchwork

Objetivo: Despertar a valorização da arte de unir retalhos com técnica de bom gosto.

Bordado em Tecido

Objetivo: Ensinar técnicas de bordado e acabamento que favoreçam a beleza e a valorização da peça.